SES acolhe novos gestores do SUS em Pernambuco com programação de palestras

Em dez dias de encontro, discussões abordarão importância e funcionamento do Sistema Único de Saúde

 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) inicia, nesta segunda-feira (22/02), a programação do Acolhimento aos Novos Gestores do SUS em Pernambuco, encontro que orientará as gestões e áreas técnicas dos municípios sobre a importância do Sistema Único de Saúde (SUS) para a população pernambucana. Ao longo de dez dias, os participantes terão a oportunidade de debater temas importantes em palestras com especialistas e trabalhadores da área, com discussões que vão desde a regionalização do SUS ao orçamento e execução do planejamento da rede. A programação, totalmente on-line, segue até o dia 05/03, sempre das 14h às 16h. Mais de 400 profissionais ligados ao SUS no Estado se inscreveram para participar do encontro, resultado de parceria entre a SES, o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/PE) e o Ministério da Saúde (MS). Confira a programação completa no link: https://tinyurl.com/2bbt958p.
 
A abertura da programação acontecerá nesta segunda, a partir das 14h, com a presença do secretário de Saúde de Pernambuco e vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), André Longo; do presidente do Cosems/PE, José Edson de Souza; e da superintendente estadual do Ministério da Saúde em Pernambuco, Ana Paula Amorim. A conferência de abertura, “O SUS de ontem, de hoje e pós pandemia da Covid-19: desafios e cenários”, ministrada pela advogada Lenir Santos, especialista em Direito Sanitário pela Universidade de São Paulo (USP), doutora em Saúde Pública pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e presidente do Instituto de Direito Sanitário Aplicado (IDISA), terá a moderação do secretário André Longo.
 
“O acolhimento aos novos gestores do SUS neste momento de chegada aos serviços é essencial para debatermos a importância do Sistema Único de Saúde, assim como o papel desses gestores no funcionamento da rede e a integração da Saúde com as áreas financeiras e de planejamento. O objetivo principal, ao longo desses dez dias de programação, é preparar os gestores municipais para serem protagonistas na construção do planejamento regional integrado, apresentando as ferramentas disponíveis para a organização do sistema de saúde”, explica o secretário André Longo. 
 
Na terça-feira (23/02), a palestra do dia tratará de um dos principais assuntos propostos pela Secretaria: a regionalização da Atenção à Saúde. Com o tema “A Importância da Regionalização para o Fortalecimento do SUS”. A discussão será comandada pelo doutor em Ciência Política Grégory dos Passos Carvalho; pelo mestre em Saúde Coletiva Rodrigo Cesar Faleiro de Lacerda; e pelo coordenador do Desenvolvimento Institucional do Conass, René Santos. A mesa-redonda será moderada pela secretária executiva de Atenção à Saúde da SES-PE, Cristina Mota. 
 
“A regionalização do SUS implementada e proposta pela SES defende uma nova modelagem de redes assistenciais, com a construção de um modelo de gestão com foco macrorregional, compartilhada pelo Estado e municípios, para identificar as principais necessidades de saúde das cidades que integram cada região. Esse modelo permite que essas instâncias possam, de forma mais econômica, prover as demandas de cada localidade”, ressalta o secretário executivo de Gestão Estratégica e Participativa da SES-PE, Humberto Antunes. 
 
No último dia de programação (05/03), haverá palestra com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e a superintendente estadual do MS em Pernambuco, Ana Paula Amorim. Com o tema “Conhecendo a SEMS – áreas de apoio à gestão”, a discussão on-line, das 14h às 15h30, será moderada por representantes das Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (SEMS-PE). O encerramento do Acolhimento será com a palestra “A Relevância do Controle Interno e Externo do SUS”, moderada por Humberto Antunes e ministrada pelo secretário executivo de Administração e Finanças da SES-PE, Caio Mulatinho; pelo mestre em Ciência Política e auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Lincol Lemos Maciel; e pelo pós-graduado em Direito Público e analista de gestão do Tribunal de Contas do Estado (TCE/PE) José Vieira de Santana.
 
Após a programação de Acolhimento, os novos gestores e áreas técnicas devem participar, ao longo dos próximos meses, de capacitações e treinamentos coordenados pela Secretaria para o desempenho das funções e consolidação do planejamento pactuado entre as esferas envolvidas. 

Comentários