Pernambuco zera fila de espera na UTI Coronavírus

PUBLICIDADE

Neste domingo (07), a rede pública de saúde de Pernambuco conseguiu zerar a fila de espera por um leito de terapia intensiva para pacientes de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). O Estado chegou a atingir, em maio, um pico de 300 pacientes suspeitos da Covid-19 aguardando, temporariamente, vaga de UTI. Neste momento, de acordo com dados da Central de Regulação de Leitos, as solicitações de pacientes com a doença têm disponibilidade imediata, já que a oferta é maior que a demanda.

Para alcançar este objetivo, Governo do Estado e a Prefeitura do Recife realizaram o maior esforço de abertura de leitos da história da saúde pública de Pernambuco. Pela gestão estadual, já foram postos em funcionamento 1.543 leitos, distribuídos por 20 municípios. Desse total, 688 são vagas em Unidades de Terapia Intensiva e 855 em enfermarias. Já a Prefeitura do Recife abriu sete hospitais de campanha e colocou para funcionar, apenas nos últimos dias, cerca de 100 leitos, totalizando agora 864 vagas ativas, sendo 212 de UTI e 652 de enfermaria. Atualmente, a taxa média de ocupação dos leitos dedicados à Covid-19 em Pernambuco está em 76%, sendo de 62% em enfermaria e 96% em UTI.

Essa vitória não é apenas dos governos estadual e municipal, mas também da população, que fez com que Pernambuco e Recife alcançassem, entre os dias 16 e 31 de maio, durante a quarentena mais rígida, os maiores níveis de isolamento social do País. Para que essa não seja apenas uma conquista momentânea, continue fazendo sua parte: se puder, fique em casa e siga as recomendações das autoridades sanitárias.

PUBLICIDADE

Comentários