Fundaj identifica BR-232 e BR-101 como ‘caminhos’ de disseminação do Coronavírus em PE

Pernambuco, em 1º de abril, registrava 95 casos confirmados de pacientes com o novo coronavírus em 12 municípios e em Fernando de Noronha. No dia 30, o estado tinha 6.876 casos de Covid-19, espalhados por 120 municípios pernambucanos, além do arquipélago. Um estudo da Fundação Joaquim Nabuco identificou que as rodovias BR-232 e BR-101 serviram como “caminhos” para a disseminação do vírus no estado.

Um mapa criado por pesquisadores da Fundaj vem acompanhando o avanço da doença. O pesquisador da Fundaj e coordenador do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (CIEG), Neison Freire, explicou que, em abril, eles incluíram ao estudo as rodovias que cortam ao estado.

“Nós verificamos quando colocamos no mapa as estradas e as cidades que, ao longo do mês, o padrão espacial do avanço da contaminação seguia o padrão das cidades às margens dessas rodovias”, apontou.

A BR-232 é a principal rodovia em direção ao Agreste e Sertão pernambucanos. A BR-101 faz o percurso pelo litoral em direção à Paraíba, ao norte, e ao estado de Alagoas, ao sul. Em meados de abril, foram instaladas barreiras sanitárias em Alagoas, na divisa com Pernambuco, como medida para conter o avanço da doença.

“Recife não é o epicentro só de Pernambuco. Capitais vizinhas estão na órbita de influência [do Recife]. O vírus se espalha pela rede de cidades. Aqui é diferente da China: as cidades maiores que concentram o maior número de casos e contaminam as cidades menores”, afirmou o pesquisador.

Fonte: G1 PE

Comentários