MPF investiga contratos da Apex

Imagem: Reprodução/YouTube/ retirada da coluna de Lauro Jardim

O Globo – Coluna de Lauro Jardim
Por Gabriel Mascarenhas 

 

A Apex voltará a consumir noites de sono de Jair Bolsonaro. O Ministério Público Federal iniciou uma devassa nos contratos de marketing firmados pela agência nos últimos cinco anos.

Sigiloso, o inquérito aberto pelo procurador Claudio Drewes Siqueira tem entre os alvos os três personagens que presidiram o órgão durante o atual governo: Sergio Ricardo Segóvia, dono da cadeira hoje; seu antecessor, Mario Vilalva; e Alex Carrero, que só durou dez dias no comando.

O MP já começou a levantar a relação de bens e participações em empresas do trio e de seus parentes.

A ex-diretora Letícia Catelani saiu da Apex, em maio, dizendo que havia sido pressionada a assinar “contratos espúrios”. Dois meses depois, a agência pôs na rua um edital para contratar uma empresa de publicidade por R$ 30 milhões ao ano.

Comentários