Caruaru está com médicos em 100% das unidades de saúde da família

PUBLICIDADE

O ano de 2019 teve início com uma boa notícia para os caruaruenses que precisam de atendimento nas Unidades de Saúde da Família (USF) do município. Atualmente, todas as 73 equipes contam com o profissional médico na unidade.

No fim de novembro do ano passado, após a saída dos médicos cubanos do Programa Mais Médicos, Caruaru teve uma baixa de 15 profissionais. Com o lançamento do edital do Ministério da Saúde, todas as vagas foram preenchidas, incluindo as quatro vagas que estavam em aberto há alguns meses.

“O edital do Ministério da Saúde foi importante para o preenchimento destas vagas, mas não podemos esquecer a seleção simplificada da Prefeitura de Caruaru para médicos que também estava aberta e foi fundamental para a ocupação de todas as vagas”, relembrou a secretária executiva de Atenção Básica e Vigilância em Saúde, Gessyanne Paulino.

O novo secretário de Saúde de Caruaru, Francisco Santos, aproveitou sua chegada à Secretaria para se apresentar aos novos médicos e realizar o acolhimento de todos eles na rede de saúde pública municipal. “Começamos o ano e a nossa gestão dando boas-vindas a estes profissionais que vão cuidar dos pacientes da Atenção Básica, que é a porta de entrada prioritária na rede de saúde do SUS”, explicou.

A Atenção Básica é responsável por ações de saúde preventivas e curativas, que acontecem na Unidade Básica, sede da equipe, na zona urbana e zona rural de Caruaru. As equipes são formadas por médico clínico, enfermeiro, dentista, técnico de enfermagem, auxiliar de Saúde Bucal, recepcionista, auxiliar de serviços gerais e os agentes comunitários de saúde.

Os profissionais têm como objetivo prestar uma assistência integral e humanizada a toda família e comunidade. Além disso, eles contam com o apoio do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), que oferece cuidados à saúde individual e coletiva.

Todas as unidades de saúde da Atenção Básica funcionam de segunda a sexta-feira nos dois turnos – manhã e tarde. Em 2018, mesmo com o desfalque em algumas unidades, foram realizados mais de 441 mil atendimentos nas ESF´s do município.

PUBLICIDADE

Comentários