Programação do “Caruaru Terra Natal” continua neste fim de semana

PUBLICIDADE

Seresta e tradicional cantata natalina prometem emocionar os caruaruenses

A Prefeitura de Caruaru, através da Fundação de Cultura e Turismo (FCTC), dá continuidade à programação do “Caruaru Terra Natal 2018”, com tema Brincantes da Nossa Terra Natal, neste fim de semana.

Nesta-sexta (14), às 19h30, o Alto do Moura recebe a Seresta Natalina Barro/Luz, com a participação da Banda de Pífano Nossa Senhora das Graças, Ivan Show, Vitória Violino, poetas nativos, Grupo Terceira Idade e outros. O ponto de saída será a Praça do Artesão, avançando pela ladeira principal. No percurso, uma parada em frente à Casa-Museu de Mestre Vitalino, onde está exposto o “Natal das Flores”, do Grupo Flor de Barro, composto por 17 mulheres artesãs do Alto do Moura; e outra parada em frente à Associação dos Artesãos em Barro e Moradores do Alto do Moura (ABMAM), onde mais uma exposição com artesãos do local, denominada de Natal Iluminado, também está ocorrendo.

No domingo (16), às 17h, na Estação Ferroviária, será a vez do Natal Especial Mamusebá. Um espetáculo inesquecível com a chegada do Papai e da Mamãe Noel, muita música e poesia com as bonecas Chiquinha e Luluca, a bailarina Mariá e Benedito e, ainda, uma cantata natalina com o pastoril. Já às 19h, no Palácio Episcopal, na Av. Rio Branco, ocorre a tradicional Cantata Natalina, que contará com uma banda base, seis solistas e dois corais com intervenções coreográficas nas janelas do palácio. Participam do musical de Natal o Coral do Colégio Diocesano, o tenor Elias de Oliveira, os cantores Lindenberg Roseno ,Erisson Porto, Marcelo Briane; e as cantoras Thayze Luck, Rosimar Lemos e Adriana Sales. O espetáculo tem direção musical do Maestro Mozart Vieira e coreografias do bailarino Marcos Mercury.

A partir deste domingo (16), a Praça do Rosário vai receber uma bandinha natalina, com apresentações das 17h às 19h.

Decoração
Toda a decoração tem como base principal as referências cristãs, mantendo a simbologia do período natalino, mas a isso acrescentando características da nossa região. As cores e os elementos usados na decoração estão presentes, também, nos figurinos dos brincantes, como renda, coxim, gregas, fitas, arabescos dentre outros. “Nesse contexto, o nosso Natal é cultural. Não temos a intenção de imitar nem fazer um estereótipo do Natal europeu. Queremos um Natal com a cara de nosso povo, baseando-se na sua identidade”, complementou a presidente da FCTC, Maria Alves.

PUBLICIDADE

Comentários