Auxiliares e Técnicos de Enfermagem paralisam atividades em Caruaru

PUBLICIDADE

Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Caruaru, estão de braços cruzados, paralisando suas atividades por 48 horas em Caruaru. O motivo alegado pelo Sindicato que rege a categoria, seria a falta de condições de trabalho, pouca ferramenta humana e o não cumprimento de reajuste salarial do piso da Categoria.

Os representantes da categoria realizaram uma manifestação em frente ao Hospital Casa de Saúde Bom Jesus.

O presidente do sindicato de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Pernambuco (Satenpe), Francis Herbert, em entrevista ao nosso blog e a Rádio Metropolitana FM,  explicou os motivos do movimento.

“Desde abril de 2016, estamos negociando com essa atual gestão, que veio para aniquilar o servidor público municipal de Caruaru. Todos nós estamos há dois anos sem reajuste, sem reposição de perdas inflacionárias e com o sucateamento do serviço público. Estamos precisando de concurso porque o número dos contratados está acima dos 50%, os plantões extra estão acabando com os profissionais”, desabafou.

De acordo com o sindicalista, a movimentação foi aderida por mais de metade da categoria, mas os profissionais têm feito uma escala para manter os atendimentos dos serviços essenciais.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Caruaru informa que foi realizada, ontem, uma mesa de negociação com o Sindicato Profissional de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Pernambuco (Satempe) e a secretária de Saúde, Ana Maria Albuquerque; a gerente de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, Patrícia Coutinho; o secretário da Fazenda, Diogo Bezerra; e o secretário de Administração, Henrique Oliveira.

Na ocasião, o Secretário da Fazenda do município explicou que a Prefeitura de Caruaru está no limite prudencial da lei de responsabilidade fiscal e não é possível nenhum tipo de aumento para nenhum servidor este ano.

PUBLICIDADE

Comentários