Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru promoveu palestras sobre Museu da Fábrica Caroá para alunos da rede municipal

PUBLICIDADE

Atividade fez parte da comemoração dos 30 anos de inauguração do museu

A Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru realizou, na última semana, uma série de palestras sobre o Museu da Fábrica de Caroá, que este ano completa 30 anos de inauguração. Em parceria com a Secretaria de Educação, a iniciativa visou estimular os alunos e gestores da rede municipal de ensino a visitarem o museu.

“Debatemos em sala de aula com os alunos e no segundo momentos trouxemos os alunos para o museu. Além de conhecer a história do museu, eles conhecem também a Fábrica Caroá. Essa memória tem que ficar viva na mente dos alunos, repassando aos amigos e familiares”, afirmou o historiador e professor George Pereira.

“Gostei muito de conhecer o passado da cidade, não sabia que existia esse museu. Foi muito positiva essa nossa aula na sala e nesse ambiente, conhecendo como era economia na nossa cidade”, disse a aluna do 8º ano, Vitória Letícia.

Museu da Fábrica de Caroá
O espaço retrata um dos momentos históricos e econômicos mais ricos de Caruaru. A Fábrica de Caroá trouxe para a cidade o desenvolvimento industrial a partir do beneficiamento do algodão e da fibra do Caroá para fabricação de sacos de estopa, barbantes, tecidos, fios para velas e outros derivados.

Além da geração de emprego e renda, a fábrica inovou trazendo energia elétrica para a cidade, através de uma produção autossustentável que gerava excedente para os habitantes locais. Funcionou entre os anos de 1935 e 1978 e, hoje, seu museu resguarda detalhes da história em textos, fotografias, mobiliário e maquinário, além de peças únicas com bom estado de conservação.

PUBLICIDADE

Comentários