Protesto de ambulantes foi independente e sem apoio da associação

PUBLICIDADE

NOTA À IMPRENSA

A Associação Caruaruense dos Trabalhadores Autônomos vem por meio desta informar que o protesto ocorrido na última quinta-feira a tarde na rua 15 de novembro foi uma ação independente feita por um grupo de vendedores de hortfrut que estavam cientes da proibição desse tipo de comércio nas 18 ruas que fazem parte do projeto “Comércio na Praça”.

A ACTA ressalta ainda que existe uma mesa permanente de diálogo com a prefeitura de Caruaru com reuniões mensais através de Secretaria de Ordem Pública, inclusive, a ACTA encaminhou algumas solicitações feitas pelos comerciantes de hortfrut, que receberam as seguintes alternativas:

>Migrar para as feiras de bairro;
>mudar o tipo de produto comercializado (31 comerciantes já concordaram em mudar)
>trabalhar circulando fora das 18 principais ruas do centro.

Entretanto, a ACTA informa que é favorável a manifestações, desde que seja organizada em caráter de assembleia, com o consenso da maioria dos associados.

Contudo, a ACTA segue tendo como seu objetivo principal a luta em defesa dos “trabalhadores de rua” de Caruaru.

Cordialmente

Carlos Henrique, presidente da ACTA

PUBLICIDADE

Comentários