Fórum de Dirigentes Municipais de Cultura de Pernambuco reúne mais de 50 gestores do estado em Caruaru

PUBLICIDADE

Representantes de 30 cidades, Ministério da Cultura e Secretaria de Cultura estadual discutiram, dentre outros temas, sobre a interiorização de políticas culturais

Realizado na última terça (06), o I Fórum de Dirigentes Municipais de Cultura de Pernambuco reuniu mais de 50 dirigentes de 30 municípios, além de representantes da Secretaria de Cultura do estado e Ministério da Cultura.

Para dar as boas-vindas aos participantes, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, falou sobre a importância de se ter uma instância de diálogo como o fórum para fortalecer o debate sobre cultura no interior do estado. “Quem é do interior sabe a dificuldade que é chegar recursos ou até a aprovação de um projeto. É importante que se faça essa discussão sobre a interiorização dos recursos do Governo do Estado para a cultura”, completou.

Coordenador do evento, o vice-presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, Leonardo Salazar, reforçou que o diálogo entre municípios ajuda a fortalecer as políticas culturais em todas as microrregiões do estado. “Além de ampliar o intercâmbio cultural, nós podemos discutir ferramentas e mecanismos de articulação estratégica entre os municípios”, complementou.

Em sua apresentação, o secretário de Cultura e Turismo de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, falou que esse é o momento de lutar, juntos, pela cultura de Pernambuco. “A realização de um evento como esse é uma revolução na política de cultura do nosso estado. Agora, é momento de desarmar palanques, deixar bandeiras partidárias de lado e lutar pelo mesmo propósito, nossa cultura”, argumentou.

Três grupos de trabalho foram formados, divididos em três pilares: estado, financiamento e gestão, que resultaram na Carta de Caruaru, documento que contém as demandas que serão enviadas aos órgãos envolvidos, além da Associação Municipalista de Pernambuco.

Dentre as solicitações, regionalização dos editais do Funcultura; autorização para envio de formulário via audiovisual em respeito aos fazedores de cultura e suas limitações instrucionais; garantia de verba do Funcultura Governamental para o incentivo dos ciclos festivos aprovados no calendário oficial de cada cidade; cobrança de repasses imediatos, Federais e Estaduais, para os fundos municipais de cultura regulamentados no estado; utilização da plataforma do Mapa Cultural de Pernambuco como mecanismo de inventário e dados culturais, visando o intercâmbio entre os municípios; dentro outros.

A próxima reunião do fórum foi marcada para o dia 7 de agosto, na cidade de Camaragibe.

PUBLICIDADE

Comentários