Trabalhadores do Estaleiro Atlântico Sul concluem cursos oferecidos pelo Governo de Pernambuco

PUBLICIDADE

O Programa Fortalece Talentos, que busca aperfeiçoar a mão de obra em segmentos diferenciados do Estado, finalizou turmas em diversos cursos para trabalhadores do Estaleiro Atlântico Sul (EAS). A ação do Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação, entregou certificados para 140 concluintes na última fase do projeto com a execução de dez turmas do curso de Leitura e Interpretação de Desenho com carga horária de 60 horas. Antes disso, foram realizados treinamentos de Matemática Básica e Geometria, Matemática Básica à Caldeiraria e Básico de Metrologia.

As aulas foram ministradas pelo Senai com o objetivo de aperfeiçoar os trabalhadores de diversos setores da empresa. Os cursos aconteceram dentro do próprio EAS possibilitando que a partir do novo conhecimento os alunos possam ser aproveitados em outros setores. Com isso, a expectativa é de que no futuro os concluintes possam crescer dentro da empresa ou mesmo ter um currículo mais competitivo e atualizado para o mercado de trabalho.

É o caso do líder operacional Gildo da Silva, 51 anos, há sete anos funcionário no EAS. “O curso me deu mais conhecimento para o meu trabalho. Se acontecer de um dia eu sair daqui vou estar capacitado para trabalhar em outros lugares e em outros setores. Então, estou muito agradecido por essa oportunidade.”
Segundo a secretária executiva de Trabalho e Qualificação, Angella Mochel, a qualificação da mão de obra é uma questão importantíssima e super estratégica para uma empresa. “A escolha por realizar o programa no EAS aconteceu por acreditarmos no imenso potencial de desenvolvimento do empreendimento para a economia pernambucana”, assegura.

A secretária executiva de Planejamento, Monitoramento e Captação de Recursos da Sempetq, Fernanda Dubeux, acredita que só com uma mão de obra qualificada o País se desenvolve. Segundo ela, o Fortalece Talentos é um programa de prevenção ao desemprego. “Todo dia as coisas mudam, então, o profissional precisa estar conectado e atento. A partir do relato dos trabalhadores, observamos as dificuldades reais que eles enfrentaram para permanecer em sala de aula durante um curso longo. Escutamos com alegria e satisfação o sentimento de superação e de entusiasmo deles. É o tipo de combustível necessário para saber que uma ação como essa tem o poder de melhorar a vida das pessoas”, observa Fernanda.

PROGRAMA – O Programa Fortalece Talentos realiza ações de aperfeiçoamento profissional, buscando fortalecer setores econômicos com real demanda no Estado, bem como aperfeiçoar a mão-de-obra de atividades e segmentos diferenciados. O Fortalece Talentos atende demandas das empresas – principalmente as Micro e Pequenas Empresas (MPE) e o Microempreendedor Individual (MEI) – e polos em desenvolvimento e expansão que precisam de mão de obra qualificada, preparando cadeias em desenvolvimento para os processos de trabalho, considerando a vocação econômica da região e investimentos locais. O programa também fortalece públicos específicos como Pessoas com Deficiência (PCDs) e as que se encontram no Sistema Prisional e em regime de Ressocialização.

PUBLICIDADE

Comentários