SPM lança programa voltado para as mulheres da Zona Rural de Caruaru

PUBLICIDADE

Conciliar uma boa condição de saúde, trabalho, lazer, esporte, e o cuidado com os filhos pode ser primordial para a qualidade de vida das mulheres. Pensando nisso, a Secretaria de Políticas para Mulheres de Caruaru (SPM), através do Eixo de Cidadania e Qualidade de Vida, desenvolveu o programa ‘Qualidade de Vida para as Mulheres do Campo’. As atividades serão realizadas nas comunidades rurais de Gonçalves Ferreira e Taquara. A aula inaugural será na próxima segunda-feira (19), às 15h, naAssociação do Desenvolvimento Comunitário de Gonçalves Ferreira.

 O programa conta com o apoio da Faculdade UNINASSAU, através do curso de Educação Física, e tem o intuito de proporcionar a prática esportiva como qualidade de vida para as mulheres das comunidades rurais. “Esse é mais um programa voltado para promover a emancipação da mulher, que é algo que já fazemos em várias vertentes. É uma forma de contribuir para a garantia de direitos e qualidade de vida das mulheres do campo e propiciar esse olhar para a autoestima feminina, com uma atividade compensadora para elas”, assegurou a secretária Perpétua Dantas.

 As atividades do programa irão acontecer duas vezes por semana em cada comunidade. Após a aula inaugural em Gonçalves Ferreira, os encontros nessa localidade acontecerão sempre nas segundas e quartas, das 15h às 16h. Na terça-feira (20), será a vez das mulheres de Taquara começarem a receber as ações do programa, onde as aulas serão realizadas toda terça e quinta, das 9h às 10h. As atividades serão realizadas na Casa de Parto Mãe Zezé, que fica no Sítio Barra de Taquara de Cima, número 40. Quem ainda não se inscreveu e tem interesse de participar, é só procurar a equipe da comunidade mais próxima, nos endereços onde o programa estará acontecendo, nos horários das aulas.

 Para a gerente de Políticas de Cidadania e Qualidade de Vida, da SPM, Juliana Gouveia, a realização do programa para as mulheres da Zona Rural, vai além de oferecer atividade física e nutrição. “A proposta é fazer com que essas mulheres percebam que cuidar de si é tão importante quanto cuidar do outro, como elas fazem com os filhos e membros de suas famílias. É promover um momento só delas, o encontro da mulher consigo mesma”, complementou a Gerente de Políticas de Cidadania e Qualidade de Vida, Juliana Gouveia.

PUBLICIDADE

Comentários