MPPE instaura mais dois inquéritos para investigar supostas irregularidades da Prefeitura de Caruaru

PUBLICIDADE

O Ministério Público de Pernambuco instaurou mais dois inquéritos civis para investigar supostas irregularidades na contratação temporária de pessoas para as Secretarias de Planejamento, Orçamento e Gestão, Fazenda, Administração e Controladoria Geral da Prefeitura de Caruaru.

De acordo com o MPPE, o edital n° 006/2017 apresenta “ilegalidade quanto ao prazo de validade do certame e o aproveitamento dos inicialmente não classificados”, diz o texto. Ainda de acordo com o MPPE, “houve evidente afronta a recomendação 002/2017 desta promotoria de justiça, praticados pelos secretários municipais, podendo inclusive gerar tipificação de ato de improbidade administrativa”, diz.

Mais um
O segundo Inquérito é para investigar supostas irregularidades na contratação temporária de pessoas para a Secretaria da Fazenda. De acordo com o MPPE, o edital n° 007/2017 apresenta ilegalidade quanto ao prazo de validade do certame e o aproveitamento dos “inicialmente não classificados”.

“Em evidente afronta a recomendação 001/2017 desta promotoria de justiça, praticados pelos secretários municipais, podendo inclusive gerar tipificação de ato de improbidade administrativa”, diz o texto.

Os dois inquéritos foram instalados pelo promotor Marcos Tieppo e publicados no Diário Oficial desta quarta-feira (20).

PUBLICIDADE

Comentários