Prefeitura de Caruaru promove Semana Cultural Afro Brasileira

PUBLICIDADE

A programação do evento é alusiva ao Dia da Consciência Negra, celebrado na próxima segunda (20)

 

Em celebração pela passagem do Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, a Prefeitura de Caruaru irá promover uma programação alusiva à data com a Semana Cultural Afro Brasileira. As ações irão acontecer a partir da próxima segunda (20) e seguirão até o domingo (26), em diversos locais das zonas urbana e rural do município. Roda de diálogo, cine-debate, concurso de beleza negra, oficina cultural, aula-espetáculo, são algumas das atividades previstas que serão oferecidas de forma gratuita à população. A grande culminância vai ser a Caminhada dos Povos de Terreiros, no próximo sábado (25), com concentração no Marco Zero, a partir das 15h, e percurso em direção à Estação Ferroviária.

Outro destaque da programação é aentrega do Título de Notório Saber da Cultura Afro Brasileira, que acontecerá na próxima sexta (24), no Memorial da Cidade de Caruaru, juntamente com o lançamento da Exposição Mama África – Interfaces do Feminino, do Sagrado e da Ancestralidade, a partir das 18h30. Os homenageados que receberão a honraria são: Daniele Guerreiro (artista plástica), Shivo (artesão e artista plástico), Ivanilda Oliveira (Boi Mimoso), Marcos Antônio (músico da Banda de Pifanos Dois Irmãos e remanescente quilombola), Carlinhos Aril (músico), Dani Santos (da marca AYO), Bertanara Mota (Produtora Bará Cultural), José Laércio (professor e militante), Chris Mendes (membro do Abayomi) , Jeremias Aquino (youtuber do Canal A Cor do Axé) e o Babalorixá Flávio Kiambá. O evento será aberto ao público no memorial que fica na Rua Duque de Caxias, nº 145, no bairro Nossa Senhora das Dores.

As ações culturais, artísticas e educativas serão promovidas pela Prefeitura de Caruaru, através das secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Saúde, Educação, Políticas para Mulheres, Ordem Pública, Sustentabilidade e Desenvolvimento Rural, Fundação de Cultura e Turismo. Além do poder público, diversos colaboradores e grupos da sociedade civil organizada estarão envolvidos no evento, entre eles, Coletivo Afro Brasileiro Bará Àsá, Bará Cultural Produções, AYO, Canal a Cor do Axé, Instituto de Cultura Afro Brasileira Abayomi, FAFICA, FUNDARPE e Coletivo de Terreiros de Caruaru. “A data é uma das mais importantes do calendário negro, pois ressalta a resistência da raça e a luta por igualdade, sobretudo, pela liberdade”, pontuou o coordenador de Igualdade Étnico Racial da SDSDH, Ivan Moreira.

PUBLICIDADE

Comentários