Raquel Lyra assinou Carta Compromisso da Campanha Instinto de Vida

Iniciativa latino-americana visa reduzir o número de homicídios no estado

Na manhã desta segunda-feira (30), a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, participou, no Recife, do lançamento da campanha Instinto de Vida, que visa reduzir o número de homicídios em Pernambuco. A iniciativa latino-americana foi lançada com um diálogo sobre estratégias de prevenção e redução de violência letal no estado. Na ocasião, a prefeita assinou a Carta Compromisso da campanha. “A gente precisa conseguir fortalecer iniciativas como essa e poder participar é um presente para a nossa cidade, que tem sofrido com o aumento do índice de violência nos últimos anos. Até agora, já conseguimos ultrapassar o número de homicídios do ano passado”, pontuou Raquel.

A “Instinto de Vida” promoverá políticas públicas para a redução da violência, cuja eficácia é demonstrada por evidências, visto que, segundo dados da campanha, a América Latina concentra apenas 8% da população, mas 38% dos homicídios no mundo. Cerca de 140 mil assassinatos são registrados, por ano, na região, 60 mil deles no Brasil. “Precisamos estreitar todo o trabalho e chegar ao Governo Federal de forma alinhada, como uma luta nacional que precisa existir. Nosso povo não aguenta mais ter medo de sair nas ruas”, completou.

Também estiveram presentes o presidente da Amupe, José Patriota; o secretário estadual de Planejamento, Márcio Steffani; o secretário de Ordem Pública de Caruaru, Luís Aureliano; o secretário de Segurança Pública do Recife, Murilo Cavalcanti e demais autoridades. Organizada pelo Instituto Igarapé e a Visão Mundial, a Campanha Instinto de Vida é um chamado à ação voltado a autoridades e cidadãos para reduzir os homicídios em sete países da América Latina – Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Honduras, México e Venezuela. Mais de 40 organizações integram a iniciativa, que tem apoio da Open Society Foundations e de organizações como Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina e Organização dos Estados Americanos (OEA).  “Agradeço a oportunidade de estar aqui hoje e espero que a gente possa fazer um trabalho muito bonito, de forma sistemática, estratégica e integrada, para conseguir reverter esse quadro de insegurança”, concluiu a prefeita.

 

Comentários