Plataforma mapeia número de homicídios em Caruaru

PUBLICIDADE

O mapa quente foi apresentado na tarde desta terça-feira (23), em reunião do Comitê Juntos Pela Segurança

A parceria entre o Caruaru no Face (CNF) e a startup Sidade, junto a Polícia Militar e a Prefeitura de Caruaru resultou na criação do mapa quente de homicídios do município. A plataforma contém, de forma precisa, os locais com mais incidência de casos desse tipo, unindo informações obtidas pela Página, junto a dados das Polícias Civil e Militar. A plataforma irá contribuir para o mapeamento dos bairros mais perigosos de Caruaru, que chega a marca de 230 homicídios, até o momento.

“A Ferramenta surgiu da iniciativa de um professor e ex-alunos da Universidade de Pernambuco (UPE) com a intenção de tornar o serviço dos órgãos públicos mais inteligentes. A finalidade do projeto é auxiliar os municípios na tomada de decisões, ajudando a ter um panorama geral dos homicídios”, afirma o co-fundador do Sidade, Lucas Barros.

Segundo João Henrique, fundador do CNF, a plataforma foi concluída em primeira etapa. O próximo passo do projeto contará com informações de roubos e furtos. Isso se dará por meio de uma parceria com a Destra e o Detran.

“Será feito o cruzamento de dados com a Polícia Civil. Quando um veículo roubado for recuperado, a Polícia irá nos passar a informação e ficaremos responsáveis por alertar a vítima”, comentou João.

O mapa quente foi apresentado na tarde desta terça-feira (23), em reunião do Comitê Juntos Pela Segurança, e já está sendo utilizado pela Prefeitura e a Polícia Militar.

PUBLICIDADE

Comentários