Vereador pede CPI sobre a empresa que fornece merenda escolar

PUBLICIDADE
Na sessão da tarde desta quinta (28) o Vereador Daniel Finizola subiu à tribuna para avaliar o problemático quadro dos 9 meses de gestão da Prefeita Raquel Lyra.
Na última semana, Caruaru foi destaque negativo em veículos de circulação nacional devido a suspeitas de irregularidades na contratação da empresa que fornece a merenda escolar. Entre as problemáticas apresentadas pelo Ministério Público, estão: a ausência de refeitório, água armazenada em baldes e produtos fora de validade. “Nós Vereadores/a temos que atuar no papel de fiscalizadores para o qual fomos eleitos! A sociedade quer e merece uma resposta desta Casa. É necessário que nos organizemos para solicitar uma CPI, dialogando com os demais órgãos fiscalizadores, como o Conselho Municipal de Alimentação Escolar, que é autor da denúncia ao MP”, completou o Vereador.
Entre as demais questões apontadas, está a adequação salarial dos/as professores/as, que, embora aprovado na Câmara, até agora não foi repassada aos profissionais.
Daniel citou também o envio dos anteprojetos para a criação dos Conselhos Municipais de Juventude e LGBT, que até agora não retornaram à Câmara para virar lei.
 “A própria representante do Governo, na reunião da Comissão de Juventude, disse que a lei orçamentária não contemplou as políticas para o setor. Isso é pra termos ideia da pouca preocupação da Prefeitura com a pauta”, disse Daniel.
PUBLICIDADE

Comentários