Lei Seca: Operação São João abordou 4,5 mil veículos

PUBLICIDADE
Os bloqueios de fiscalização da Lei Seca em Pernambuco, durante os seis dias da Operação São João no Interior do Estado e também na Região Metropolitana do Recife (RMR), resultaram em mais de 4,5 mil veículos abordados entre táxis, motos, ciclos, ônibus, automóveis e utilitários para transporte de cargas ou pessoas. Em seis dias, foram cometidas 144 infrações por alcoolemia, sendo 28 constatações do uso da bebida alcoólica pelos condutores, 2 crimes – quando o teor alcoólico ultrapassa o determinado pela legislação – e 114 recusas ao teste do bafômetro. Os números são maiores se comparados a 2016, quando foram registradas 132 infrações por alcoolemia. No total, foram mais de 210 pontos de fiscalização itinerante. 
 
Nesses casos, os motoristas foram autuados por infração administrativa, que prevê multa gravíssima com a perda de sete pontos na carteira, recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação e aplicação de multa no valor de R$ 2.934,70. As abordagens educativas também foram realizadas a motoristas e motociclistas com entrega de material informativo, simulação de atendimento a vítimas de acidentados de moto, ressaltando os tipos de lesões mais comuns, em várias cidades do Estado. A programação contemplou mais de 50 atividades em escolas estaduais, municipais, parques, terminais integrados de ônibus, bares, passeios ciclísticos e encontros de motociclistas. 
 
Durante todo o mês de junho, a OLS atuou em parceria com Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PE), Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) nas cidades de Garanhuns, Caruaru, Petrolina, Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Vitória de Santo Antão, Timbaúba, Gravatá, Carpina, Paudalho, Limoeiro, Surubim e Santa Cruz do Capibaribe. 
PUBLICIDADE

Comentários