Governo de PE exonera chefe do DER indiciado pela polícia por causa de esquema de corrupção

o governo de Pernambuco publicou no Diário oficial desta quarta-feira (7) o ato administrativo que exonerou Laurent Licari, que atuava como chefe de fiscalização do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Ele é um dos indiciados pela Polícia Civil no inquérito que investigou um esquema de corrupção envolvendo também o ex-comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) Coronel Clóvis Pereira e dois empresários do setor de transportes coletivos.

Segundo a apuração, o grupo direcionava e intensificava fiscalizações em companhias de transporte de trabalhadores para favorecer empresas concorrentes. As informações sobre a investigação foram repassadas na terça-feira (6), pela delegada Patrícia Domingos, durante entrevista coletiva, na sede da Polícia Civil, no centro do Recife.

De acordo com uma nota enviada pela assessoria de comunicação do DER-PE, o ato número 2731 retira Laurent Licari do seu quadro de servidores comissionados. Conforme uma informação contida no Diário Oficial, ele tinha vínculo com a administração pública estadual para atuar como gestor do Terminal Rodoviário Antônio Farias, na Várzea, na Zona Oeste do Recife.

O ato informa que a exoneração tem data retroativa ao dia 1º de junho. Ou seja, Laurent Licari deixou de ter vínculo com o DER-PE cinco dias antes da divulgação da conclusão do inquérito policial. O Diário Oficial desta quarta informa, ainda, que ele será substituído por David da Silva Duarte. Ele passa a ocupar o cargo de gestor do Terminal Rodoviário Antônio Farias.

Comentários