Unidades de Saúde afetadas, Casa de Saúde Bom Jesus e prédio da prefeitura interditados por conta das chuvas

A prefeita de Caruaru Raquel Lyra (PSDB) concedeu entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, 29, nas dependências da ACIC, para relatar os problemas estruturais na cidade após as fortes chuvas do último fim de semana. A Chefe do Executivo apresentou números preocupantes que mostram mais de 200 ruas foram danificadas, 30 muros de escolas correm risco de desabar, unidades de saúde foram atingidas, 13 casas desabaram, a maternidade Casa de Saúde Bom Jesus e a prefeitura foram parcialmente interditada. Tudo isso ocorreu devido a intensidade das precipitações.

Segundo a prefeita, duas pessoas ainda estão desaparecidas, 50 famílias estão desabrigadas e 17 desalojadas. Com esse quadro adverso, a prefeita não poupou críticas ao governador Paulo Câmara e espera que o município seja inserido no decreto de emergência do Governo de Pernambuco. Ela disse que houve um equívoco na decisão do socialista.
“Entendemos a preocupação do governo de Pernambuco com as cidades da Mata Sul, mas estamos numa situação emergencial aqui em Caruaru. Estive ontem a noite na reunião no Palácio do Campo das Princesas com o governador Paulo Câmara e com o presidente Michel Temer, solicitamos a inclusão da cidade nesse decreto e esperamos que esse equívoco seja resolvido ainda hoje e ele possa homologar Caruaru em Cidade com estado de emergência”, disse.

Comentários