Pernambuco pode iniciar “novo normal” a partir de 9 de novembro

O estado de Pernambuco deve retomar todas as atividades econômicas, dentro dos protocolos de convivência com o coronavírus, a partir do dia 9 de novembro, se os resultados projetados pelo governo se confirmarem. A manutenção desse “novo normal”, como repetiu o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, depende do cumprimento das regras e será revisto se os casos da Covid-19 voltarem a subir.

A partir desta quinta-feira (24), entram na etapa 9 do plano de retomado, o Recife e cidades da Região Metropolitana, Zona da Mata e o município de Caruaru. Serviços de alimentação, como restaurantes, lanchonetes, cafés, bares e similares, terão carga horária de funcionamento estendida em mais duas horas, passando a operar das 6h até meia-noite. A capacidade de lotação também será ampliada de 50% para 70%. A mesma medida passa a valer na próxima segunda-feira (28) para todas as cidades que vão avançar para a etapa 9 do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19 (veja lista abaixo).

Festas e cinemas de volta
A partir da próxima segunda-feira (28), os municípios das Gerências Regionais de Saúde (Geres) 1, 2, 3, 4 e 12 chegam à Etapa 9 do Plano. Com isso, será liberada a realização de eventos sociais e culturais, assim como a reabertura de cinemas e teatros, com limite de público de até 100 pessoas ou 30% de ocupação do espaço, o que for menor. O Governo de Pernambuco também divulgou, nesta quarta-feira (23), o cronograma de entrada nas Etapas 10 e 11 para todo o território pernambucano. “A estabilidade dos dados epidemiológicos nos permitiu prever um cronograma para a reta final do Plano, até o que se convencionou chamar de novo normal”, frisou o secretário.

Comentários