Aumento de salário dos professores mobiliza reunião extraordinária das comissões da Câmara de Caruaru

Os projetos de Lei da prefeita Raquel Lyra (PL 8154/19 e o PL 8155/19) para reajustes salariais dos professores do município motivaram o Poder Legislativo de Caruaru a reunir a Comissão de Legislação e Redação de Leis e a Comissão de Educação, Cultura e Esportes, na manhã desta quinta-feira (16), para avaliar os documentos criados com o intuito de adequar os vencimentos desses profissionais ao piso nacional dos docentes.

A educadora Cida Santos, diretora executiva SINDUPROM-PE (Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco), seccional Caruaru, compareceu à reunião como representante da classe dos professores. De acordo com ela, cerca de 60% dos educadores que não pertencem ao quadro efetivo de docentes recebem um salário inferior ao piso nacional.

Cida elogia a inciativa da Câmara em abrir as portas da casa para o debate: “nosso apelo foi que essa casa fizesse a intervenção para que a gente pudesse sair com esse projeto retroativo. E assim a casa o fez, o nosso ofício foi encaminhado, foi debatido aqui na comissão de educação. A casa assumiu seu papel no debate, em defesa dos professores, a gente sentiu isso nitidamente de todos os vereadores que estavam aqui empenhados para que as coisas fossem resolvidas, afirma.

De acordo com o vereador Daniel Lula Finizola (PT), que também é professor, os documentos devem seguir para apreciação do plenário ainda hoje. “As comissões avaliaram os dois projetos referentes aos professores da cidade, tanto o piso nacional dos professores, cujo aumento é de 4, 17% (que é uma lei federal), quanto o aumento que foi estabelecido para os professores contratados. Ambos receberam votos favoráveis dos membros das comissões, então é muito provável que os dois projetos entrem na pauta de hoje da sessão ordinária para que a gente tenha a aprovação desses dois projetos”, conclui o parlamentar.

Comentários