Empresa espanhola vence leilão e leva aeroporto do Recife

A empresa espanhola Aena venceu o leilão do bloco de aeroportos do Nordeste, que inclui o terminal do Recife. O lance final foi de R$ 1,9 bilhão, mais de dez vezes superior ao lance mínimo, fixado em R$ 171 milhões. Além do aeroporto recifense, o bloco inclui os terminais de João Pessoa, Campina Grande, Maceió, Aracaju e Juazeiro do Norte.

Ao todo, seis empresas disputaram as concessões. Além da outorga mínima, que será paga na assinatura, os vencedores também terão que pagar uma outorga variável ao longo de toda a concessão, cujo valor será definido pela receita anual da operação.

A próxima rodada de desestatizações do setor aéreo deve ser anunciada nesta semana. A expectativa é que todos os aeroportos sejam concedidos à iniciativa privada até 2022.

Comentários