Violência contra a mulher passa a impedir inscrição na OAB

O plenário do Conselho Federal da OAB aprovou, na última segunda-feira (18), a edição de uma Súmula para tornar casos de agressões e violência contra a mulher fatores para impedir a inscrição de bacharéis em Direito nos quadros da OAB. A decisão é vinculativa e será automaticamente aplicada em Pernambuco.

O pedido de edição de Súmula para estes casos foi feito pela Comissão Nacional da Mulher Advogada, por meio de uma Consulta ao Plenário do CFOAB, sobre os quesitos de idoneidade moral para a obtenção da inscrição como advogado.

O relator do caso, Conselheiro Federal Rafael Braude Canterji (OAB-RS), apresentou o seu voto no sentido de que a violência contra a mulher, ainda que em casos pendentes de análise do Judiciário, é sim um fator que atenta contra a idoneidade moral para fins de aceitação nos quadros da OAB..

“A violência contra a mulher, decorrente de menosprezo ou de discriminação a condição de mulher, não se limitando à violência física, constitui sim fator apto a caracterizar a ausência de idoneidade moral necessária para a inscrição na OAB, independentemente da instância criminal, sendo competentes os Conselhos Seccionais para deliberação dos casos concretos”, afirmou Rafael Braude Canterji em seu voto, que foi seguido pelo Pleno.

A Conselheira Federal e presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Daniela Lima de Andrade Borges (OAB-BA), disse que aquele que comete crime contra a mulher não possui a idoneidade necessária para integrar os quadros da Ordem. “A OAB não pode compactuar com aquele que pratica a violência contra a mulher. Esse é o recado que a gente espera com a aprovação dessa súmula, no sentido de dizer que esse é um valor essencial para a OAB”, ressaltou Daniela Borges.

Redação da Súmula: Requisitos para a inscrição nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil. Inidoneidade moral. A prática violência contra a mulher, assim definida na “Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher – ‘Convenção de Belém do Pará’ (1994)”, constitui fator apto a demonstrar a ausência de idoneidade moral para a inscrição de bacharel de Direito nos quadros da OAB, independente da instância criminal, assegurado ao Conselho Seccional a análise de cada caso concreto.

Violência contra crianças, idosos e deficientes

Depois da aprovação da Súmula com os quesitos para impedir a inscrição na Ordem de pessoas envolvidas em casos de violência contra a mulher, foi aprovada uma nova Súmula tratando de inidoneidade também para casos de violência contra idosos, crianças, adolescentes e pessoas com deficiência física e mental.

*Com informações do CFOAB

Secretaria de Justiça destrói armas apreendidas em presídios do Estado

Foto: Márcia Galindo/Seres

Blog da Folha

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio da Executiva de Ressocialização (Seres), realizou um ato para destruição de armas brancas (facas e chunços) e celulares apreendidos nas unidades prisionais de Pernambuco em 2018, nesta terça (19,). A ação ocorreu em frente ao Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (Pjallb), uma das unidades do Complexo do Curado, no bairro do Sancho, com o auxílio de um trator.

O secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues; o gerente do Pjallb, José Sidnei; e agentes penitenciários estiveram presentes. O secretário destacou a importância dos investimentos do Governo de Pernambuco. “Graças aos investimentos em tecnologia e à intensificação das revistas nas unidades, conseguimos apreender esses materiais e evitar a entrada de tantos outros”. Entre as melhorias do Sistema Prisional, estão a aquisição de scanners corporais, detectores de metal e máquinas de raio x.

Apreensões – Em 2018 foram apreendidos nos estabelecimentos prisionais do Estado 1.746 armas brancas (facas e chunços), 55 armas de fogo e 2.410 celulares. As armas de fogo são encaminhadas às delegacias, as brancas destruídas e os celulares enviados a empresas para descarte.

CIRETRAN de Caruaru e BIESP fazem parceria

De olho em um planejamento de segurança do órgão, de modo especial nesse período de licenciamento, que a 4ª CIRETRAN (Circunscrição Regional de Trânsito) de Caruaru e o 1º BIESP (Batalhão Especializado Integrado) firmaram nesta semana uma parceria que visa dar mais tranquilidade aos que precisam dos serviços do DETRAN em Caruaru. Vários assaltos ocorreram em CIRETRANs circunvizinhas com o principal objetivo dos bandidos de furtarem as cédulas em branco de CRV (Certificado de Registro de Veículo). “Desde o momento que solicitamos, já obtivemos a resposta do BIESP, de modo muito eficiente, nessa parceria irá dar um conforto maior ao nosso órgão”. Comentou Raffiê Dellon, Diretor da Autarquia. O Capitão Guibson, que representou o BIESP também comemorou: “O roubo das cédulas tem como consequência a clonagem de veículos, essa parceria chegou para contribuir cada vez mais com os cidadãos”. Pontuou. Os detalhes da parceria não foram divulgados, por questão de estratégia de segurança.

Programa “Escola Pela Paz” foi lançado em Caruaru

Ações integradas para a prevenção da violência envolverão professores, pais, alunos e comunidade

Na manhã desta terça-feira (19), na Escola Municipal Laura Florêncio, no bairro do Salgado, a Prefeitura de Caruaru lançou o programa “Escola Pela Paz”, uma iniciativa para que os espaços de convivência tenham mais respeito, diálogo e tolerância. Comissões de Prevenção à Violência no Ambiente Escolar (COMPREV); escolinhas esportivas; palestras com tema “bullying”, entre outros; controle do perímetro de segurança escolar; patrulha escolar; controle de acesso escolar; arte-educação e caminhada da paz serão algumas das ações integradas que vão transformar Caruaru pela cultura de paz.

Serão 20 ações integradas que ocorrem transversalmente, de início, em 40 escolas da rede municipal de ensino, e que chegarão às demais escolas após a implantação do programa. “Estaremos atuando em parceria com as diversas secretarias, prevenindo qualquer tipo de violência nas escolas. É um programa que vai fortalecer o cuidado na educação integral, de forma que o aluno tenha uma atenção especial”, enalteceu a secretária de educação, Marta de Medeiros.

As secretarias que estarão à frente do programa serão: Ordem Pública, Educação, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Política para Mulheres, Administração, Saúde e Destra. “A pauta do Escola Pela Paz será a busca de um ambiente mais saudável, com mais tolerância, respeito e diálogo. Quarenta comissões foram montadas, com pais, professores, alunos e membros da comunidade, com o desejo de fortalecer as ações de cultura de paz e prevenção à violência”, pontuou a secretária de Ordem Pública, Karla Vieira.

Mais de 500 pessoas acompanharam o evento, dentre elas, professores, gestores, secretariado municipal, membros do Comitê Juntos Pela Segurança, vereadores, representantes do CONSEC, entidades religiosas, organizações da sociedade civil e comunidade local. As professoras da rede municipal de ensino estavam bastante motivadas durante o lançamento do programa “Escola Pela Paz”. “Nossos estudantes, às vezes, vêm saindo muito do foco dos estudos, e também da realização dos seus sonhos. Esse programa vai nos trazer dias melhores, principalmente para nossos alunos”, afirmou a professora Juliana Alves. “Estamos trabalhando nas escolas de tempo integral a importância da vida do aluno como ser humano. Nosso cuidado está sendo com a formação completa. Temos que reforçar a aproximação das famílias na vida do aluno e na escola e, juntos, vamos trazer resultados positivos para a educação”, complementou a educadora Euélia Gomes.

“Em nossa rede de ensino, possuímos cerca de 42 mil alunos, mais de três mil profissionais, e vamos conseguir atingir Caruaru por inteira, transformando nossa cidade em cultura de paz. A união dos pais, professores e crianças vai mostrar que, no futuro, Caruaru será uma cidade cada vez melhor para viver”, destaca a prefeita Raquel Lyra.

Alberes e Lessa se reúnem

O secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, reuniu-se com o deputado Delegado Lessa, nesta segunda-feira, para discutirem em conjunto, a importância de uma audiência pública na Assembleia Legislativa, onde serão discutidos temas como: Arranjos Produtivos Locais e qualificação profissional nos municípios, de acordo com suas potencialidades.

“No encontro, não se falou de política, nem sobre a disputa municipal de Caruaru, a principal cidade do interior de Pernambuco”, disse Alberes. O secretário aproveitou a visita ao Poder Legislativo para passar no gabinete do deputado estadual José Queiroz, que está em Brasília. Ele fez questão de ir ao local cumprimentar assessores de Queiroz.

Instituto Quatro Patas realizará evento de adoção “Amigo não se compra” nesta sexta (22)

Na próxima sexta feira(22), o Instituto Quatro Patas, juntamente com o vereador Fagner Fernandes dará inicio a mais uma temporada do evento “ Amigo não se compra”. A primeira edição do ano será realizada na Praça Giácomo Mastroianni, popular pracinha do Assaí, localizada no Centro, das 9h às 15h.

Os animais que serão expostos no evento fazem parte do banco de protetores cadastrados no Instituto Quatro Patas e atualmente estão em regime de lar temporário pelos mesmos.

Cerca de 40 animais, entre cães e gatos, adultos e filhotes, fêmeas e machos, estarão expostos no local. Os animais adultos já se encontram castrados, vacinados e vermifugados. Os filhotes não são castrados em função de não possuírem tempo de vida suficiente para realização do procedimento.

Os interessados em adotar um animal devem comparecer ao local onde está sendo realizado o evento portando os documentos de CPF, RG, comprovante de residência, caixa para transporte ou coleira para condução do animal e devem também ser maiores de 18 anos.

Para o protetor e vereador Fagner Fernandes, que tem como sua principal bandeira a causa animal defende e incentiva a realização de eventos de adoção. “O ato de adotar é de suma importância, com ele todos saem ganhando. O adotante ganha um amigo, o animal ganha um lar seguro, cuidados adequados e muito carinho e, em paralelo, a iniciativa possibilita o controle de natalidade animal do município, pois doamos os animais adultos já castrados”.

Médicos vão às urnas para eleger nova diretoria do sindicato

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco(Simepe) realiza, nesta terça-feira (19), as eleições do triênio (2019/2022) para escolha de novos dirigentes da categoria. Também vão ser escolhidos os novos membros do Conselho Fiscal da entidade, além dos diretores das regionais de CaruaruPetrolinaGaranhuns eOuricuri.

Todos os médicos associados ao Simepe que estejam quites em relação aos débitos junto a tesouraria podem participar das eleições. A votação vai acontecer das 8h às 21h, nos mais de 31 locais de votação espalhados por todas as regiões do Estado. A nova diretoria e o Conselho Fiscal serão eleitos em cédulas separadas, conforme prevê o Estatuto Social do Simepe.

A Chapa 1 “sua voz, sua força” registrou os seus candidatos: a médica obstetra Claudia Beatriz Camara, atual vice-presidente da entidade, se lançou à presidência e Walber Steffano é o candidato único à vice-presidente.

Três mulheres se lançaram em chapa única para as diretorias regionais: Mauriceia Pereira Ferreira (Serra Talhada), Ana Carolina Oliveira Tabosa (Caruaru) e Cláudia Regina Barros (Garanhuns). Já Janilson Barros de Sá é o único candidato ao comando da Diretoria Regional de Ouricuri.

No Recife, as urnas estarão localizadas nos seguintes locais: Simepe, Associação Médica de Pernambuco (AMPE), Cremepe, Procape, Imip, Hemope, e nos seguintes hospitais: Restauração, Getúlio Vargas, Oswaldo Cruz, Otávio de Freitas, Câncer, Geral de Areias, Miguel Arraes, Dom Helder Câmara, Pelópidas Silveira, Professor Arnaldo Marques, Real Hospital Português, Unimed III e Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (CISAM).

No interior serão disponibilizadas urnas nos seguintes locais: sede da Associação Médica de Caruaru / Simepe, sede da Associação Médica de Petrolina / Simepe, hospital Regional Dom Moura (Garanhuns), hospital Regional Inácio de Sá (Salgueiro), hospital Regional Fernando Bezerra (Ouricuri), hospital e maternidade Santa Maria (Araripina), hospital Professor Agamenon Magalhães – HOSPAM (Serra Talhada), hospital Regional Rui de Barros Correia (Arcoverde) e hospital Emília Câmara (Afogados da Ingazeira).

Confira os locais de votação:

SIMEPE, CREMEPE, AMPE, PROCAPE, IMIP, HEMOPE, Hospital da Restauração, Hospital Getúlio Vargas, Hospital Oswaldo Cruz, Hospital Agamenon Magalhães, Hospital Otávio de Freitas, Hospital das Clínicas, Hospital de Câncer, Hospital Geral de Areias, Hospital Miguel Arraes, Hospital Dom Helder Câmara, Hospital Pelópidas Silveira, Policlínica Professor Arnaldo Marques, Real Hospital Português, Hospital UNIMED III, Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (CISAM), Sede da Associação Médica de Caruaru / SIMEPE, Sede da Associação Médica de Petrolina / SIMEPE, Hospital Regional Dom Moura (Garanhuns), Hospital Regional Inácio de Sá (Salgueiro), Hospital Regional Fernando Bezerra (Ouricuri),Hospital e Maternidade Santa Maria (Araripina), Hospital Professor Agamenon Magalhães – HOSPAM (Serra Talhada), Hospital Regional Rui de Barros Correia (Arcoverde), Hospital Regional Emília Câmara (Afogados da Ingazeira).

Falta saneamento básico para 2 bilhões de pessoas no mundo, diz Onu

Foto: Carolina Gonçalves

Mais de 2 bilhões de pessoas carecem de serviços básicos de saneamento básico no mundo, diz relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o desenvolvimento mundial da água. A publicação Não Deixar Ninguém Para Trás e será lançada nesta terça-feira (19) durante a 40ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, na Suíça.

De acordo com o relatório, apesar do progresso nos últimos 15 anos, o direito à água potável segura e limpa e ao saneamento é inacessível para grande parte da população mundial. Em 2015, três em cada 10 pessoas (2,1 bilhões) não tinham acesso a água potável e 4,5 bilhões de pessoas, ou seis em 10, não tinham instalações de saneamento com segurança.

“Se a degradação do meio ambiente e a pressão insustentável sobre os recursos hídricos globais continuarem no ritmo atual, 45% do Produto Interno Bruto global e 40% da produção global de grãos estarão em risco até 2050. Populações pobres e marginalizadas serão afetadas de forma desproporcional, agravando ainda mais as desigualdades”, ressalta o presidente da ONU-Água e presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola, Gilbert F. Houngbo.

Segundo Houngbo, o documento aponta a necessidade de adaptar abordagens, tanto na política quanto na prática, para abordar as causas da exclusão e da desigualdade.

Cenário global

O relatório informa que metade das pessoas que bebem água de fontes não seguras vivem na África. Na África Subsaariana, apenas 24% da população têm acesso a água potável e 28% têm instalações de saneamento básico que não são compartilhadas com outras famílias.

Quase metade das pessoas que bebem água de fontes desprotegidas vivem na África Subsaariana, onde o ônus da coleta recai principalmente sobre mulheres e meninas, muitas das quais gastam mais de 30 minutos em cada viagem para buscar água. Sem água e saneamento seguro e acessível, essas pessoas provavelmente enfrentarão condições de saúde e de vida precárias, desnutrição e falta de oportunidades de educação e emprego.

As discrepâncias são significativas mesmo dentro dos países, especialmente entre os ricos e os pobres. Nas áreas urbanas, pessoas que vivem em acomodações improvisadas sem água corrente podem pagar de 10 a 20 vezes mais caro que moradores de bairros mais ricos por água de qualidade semelhante ou menor comprada de vendedores ou caminhões-tanque.

“Há muitas disparidades principalmente entre países, mas muitas vezes dentro dos próprios países. Este é um discurso que tem a ver com os países menos desenvolvidos, mas, em alguns casos, também com países desenvolvidos. Então, a mensagem central do relatório é que bilhões de pessoas ainda estão sendo deixadas para trás”, afirmou o oficial de Meio Ambiente da Unesco no Brasil, Massimiliano Lombardo.

O documento também ressalta o impacto dessas condições na vida dos refugiados pelo mundo. Em 2017, conflitos e perseguição forçaram 68,5 milhões de pessoas a fugir de suas casas. Além disso, uma média anual de 25,3 milhões de pessoas foi forçada a migrar por causa de desastres naturais, duas vezes mais do que no início dos anos 70 – um número que deve aumentar ainda mais devido às mudanças climáticas.

“Existem cada vez mais refugiados em decorrência dos desastres ambientais e 90% dos desastres como inundações ou secas são causados pela água – pelo excesso ou pela falta. Isso determina a causa de uma série de imigrações de um país para outro ou de uma região para outra dentro do próprio país. Então, mais pessoas se acumulando em um mesmo lugar onde há disponibilidade de água acaba pondo em risco a capacidade do Estado, da autoridade daquele país, conseguir providenciar água e saneamento para todos nas mesmas condições”, afirmou Lombardo.

Segundo Lombardo, apesar de não haver um recorte específico para o Brasil, o país tem avançado ao longo das últimas décadas. Ele aponta a Política Nacional de Recursos Hídricos como um avanço na legislação da água, bem como o sistema de gestão público do recurso.

“Existe a possibilidade da população, de diferentes usuários da água como produtores, usuários industriais e agrícolas poderem contribuir, participar da tomada de decisão a respeito de recursos hídricos. A situação atual do Brasil em relação à situação do mundo é diferente. Onde não existem políticas ou leis bem desenvolvidas, não existe um sistema de governança. No Brasil, ao contrário, já foram dados bons passos adiante nesse sentido”, ressaltou o representante da Unesco.

Perspectivas

Para as Nações Unidas, políticas mal planejadas e implementadas de maneira inadequada, uso ineficiente e inapropriado de recursos financeiros e ausência de políticas públicas alimentam a persistência de desigualdades no acesso à água potável e ao saneamento.

“Se a exclusão e a desigualdade não forem tratadas de forma explícita e responsiva, tanto em termos de políticas quanto na prática, as intervenções relacionadas à água continuarão a não alcançar os mais necessitados, que provavelmente seriam os maiores beneficiados”, enfatiza o relatório da ONU.

A publicação ressalta que as “metas são totalmente alcançáveis, desde que exista uma vontade coletiva para proceder assim”. “Melhorar a gestão dos recursos hídricos e fornecer a todos o acesso a água potável e saneamento seguros e acessíveis financeiramente são ações essenciais para erradicar a pobreza, construir sociedades pacíficas e prósperas, e garantir que ‘ninguém seja deixado para trás’ no caminho rumo ao desenvolvimento sustentável”.

Estevam Soares não é mais técnico do Central

Estevam Soares não é mais o nosso técnico. O mesmo foi desligado do Central na tarde desta segunda-feira, após uma reunião com o departamento de futebol O auxiliar-técnico Catende será o comandante na área técnica no confronto desta quarta-feira contra o Salgueiro, pelas quartas do Pernambucano 2019.

Confira os números de Estevam a frente da Patativa:

13 jogos (sendo 10 oficiais e 3 amistosos)
5 vitórias
5 derrotas
3 empates

 

Agreste Tex começa nesta terça-feira, 19

Quarta edição da feira voltada para a indústria têxtil e de confecção deve movimentar mais de R$ 280 milhões e terá mais de 300 marcas

Começa nesta terça-feira (19), no Polo Comercial de Caruaru, a maior feira de tecnologia para a indústria têxtil e de confecção da região, a Agreste Tex 2019. Durante quatro dias de evento, produtores locais e público em geral poderão conhecer o que há de mais novo em máquinas, equipamentos, matérias-primas e aviamentos através do contato com mais de 300 marcas representadas por mais de 80 expositores. A expectativa do Febratex Group e da Associação Comercial de Caruaru (Acic), realizadores da feira, é atrair 11 mil pessoas até a sexta-feira (22) e movimentar mais de R$ 280 milhões.

A Agreste Tex acontece dentro do pavilhão do polo comercial, localizado às margens da BR 104, e ocupa uma área 50% maior à da edição anterior, de 2016. “O polo de confecções de Pernambuco tem muito potencial, mão de obra em abundância e pessoas que nascem com a confecção no DNA. A feira coloca à disposição dos profissionais e empresários o que há de mais tecnológico na área e permite que os negócios sejam fechados olho no olho”, destaca o diretor-presidente do Febratex Group, Hélvio Pompeo Madeira.

Participando pela primeira vez do evento como patrocinadora, a Avil (loja de varejo e atacado de tecidos e aviamentos) destaca a importância da feira para o desenvolvimento da produção local. “Temos muitas marcas grandes e fortes, mas inúmeras que ainda são pequenas e não têm condições de frequentar outras feiras mais distantes”, lembra o diretor executivo da marca, Verysson Ferreira.

A Avil integra, ainda, o Fórum Agreste Tex, programação paralela com mais de 20 palestras, debates e workshops (confira abaixo a agenda completa). Serão mais de 16 horas de programação com marcas e personalidades de renome nacional e internacional que irão falar principalmente de capacitação pessoal, inovação tecnológica e sustentabilidade socioambiental da indústria da moda.

“É através da feira que muitos profissionais do segmento estão despertando para a necessidade de se atualizarem sempre. Isso é muito importante para nós porque foi exatamente o que pensamos lá em 2010, quando começamos a trabalhar o evento. Sabíamos que era importante levar a máquina de confecção mais moderna existente, o que havia de ponta em tecnologia, mas era preciso também contar com um quadro de pessoas trabalhando com o nível de conhecimento que estávamos levando à região”, analisa o diretor de comunicação do Febratex Group, Hélvio Madeira Júnior.

A feira conta também com a participação de fornecedores de peso nacional e internacional, a exemplo da Vicunha Têxtil. A marca é a maior fabricante brasileira de jeans e uma das maiores do mundo, tendo como diferencial os investimentos em pesquisa e desenvolvimento de tecidos alinhados a uma produção mais sustentável, que serão apresentados durante o evento.

As inscrições para a Agreste Tex são gratuitas e podem ser feitas através do site oficial da feira: www.agrestetex.com.br.

Programação

• Terça-feira, 19 de março:
16h às 16h45 – Denim School – Convidado: Ivan Badin – AUDACES – Por que a moda e a confecção nunca mais serão as mesmas?

17h às 17h45 – Denim School – Fabiano Reis – Gestão dos processos e produtos jeanswear.

18h às 18h45 – Robi Spatti – Jeanswear Fashion Street – Direto das vitrines de Londres, Milão, Barcelona, Paris e Nova York.

19h às 19h30 – Global Química & Moda (GQM) – Business Experience – Anselmo Felipe | Senai – Agregação de valor na indústria de confecções: mude a forma de enxergar o processo!

19h30 às 20h – Global Química & Moda (GQM) – Business Experience – Fabio Tolosa | gerente de Produto LFP da Epson – Tecnologia em impressão digital

20h às 20h30 – Global Química & Moda (GQM) – Business Experience – Roberto Vilela | consultor empresarial – Empreendedor S.A

20h30 às 21h – Global Química & Moda (GQM) – Business Experience – Arena de ideias – Roberto Vilela (consultor empresarial), Allan Carneiro (diretor da Zuzinha Kids/Diretor Geral do Moda Center) e Saulo de Tarso Paiva de Oliveira (diretor da Innovi Representações Comerciais)

21h às 21h45 – Impressão e Cores – João Barcellos – Sustentabilidade: entre gráficos e têxteis

• Quarta-feira, 20 de março (Fórum Avil)
16h às 16h45 – Etiqueta Certa – Karine Liotino – Ferramentas para aumentar a produtividade das confecções: case Etiqueta Certa.

17h às 17h45 – Use Fashion – Raquel Leão – Direcionamentos de estilo (Verão 2019/20) – Materiais, peças-chave, modelagens e cores.

18h às 18h45 – Use Fashion – Raquel Leão – Jeanswear e Esportivo (Verão 2019/20) Lavagens, beneficiamentos, peças-chave, modelagens, pontos fortes. (jeans) – Materiais, cores, modelagens peças-chave e pontos fortes (esportivo).
19h às 21h – Painel Avil de Informações e trocas de experiências – Moda, a força do Agreste – Apresentação e mediação: Moisés Rouche (repórter e apresentador da TV Asa Branca); Abertura: David Roberto (Gerente de Programação da TV Asa Branca); Convidados: Sr. Luciano Ferreira (Diretor Presidente da Avil Têxtil), Sr. Edilson Tavares (Diretor da Mamute Lavanderia e Prefeito da Cidade de Toritama), Sr. João Bezerra (Diretor das empresas Etical – Etiquetas e Metais e Diretor da Unidade Regional Agreste da FIEPE), Sr. José Gomes Filho, Menininho (Diretor da Jogoff Moda Masculina e Síndico do Moda Center Santa Cruz) e Sr. Deoclecio Nascimento (Diretor da Kikorum Jeans Wear).

• Quinta-feira, 21 de março:
16h às 16h45 – NTCPE – Marcelo Prado (IEMI) – O Futuro é Azul para o Jeanswear no Brasil (Dimensões, Oportunidades e Desafios para as confecções brasileiras de Jeanswear).

17h às 17h45 – NTCPE – Maria José Orione (IED) – O Futuro do negócio Jeans.

18h às 18h45 – NTCPE – Sueli Pereira (Santista) – Tendências Jeanswear Verão 2020

19h às 19h45 – NTCPE – Mesa redonda com todos os participantes.

20h às 20h40 – ABTT – Julio Caetano Horta Barbosa Cardoso – A cadeia têxtil brasileira sob a ótica do chão de fábrica.

20h40 às 21h20 – ABTT – Fernando Moebus – A 4ª Revolução industrial e seus impactos na indústria têxtil e de confecção.

21h20 às 22h – ABTT – Reinaldo Rozzatti – Administração Logística na empresa

• Sexta-feira, 22 de março:
16h às 16h45 – Paulo Rabelo – Indústria 4.0, futuro ou presente?

17h às 17h45 – II Seminário de negócios e tendências de moda (Cativa) – Natália Pimentel – Comunicação, Redes sociais e Negócios: Desafios de um mundo em transformação.

18h às 18h45 – II Seminário de negócios e tendências de moda (Cativa) – Narah Pryscilla Bezerra Leandro – Cases de sucesso da moda no marketing digital

19h às 21h – Debate: A moda e as novas economias. Mediação: Germana Uchoa (Espaço Garimpo) – Participação: Leopoldo Nobrega (Arte Plenna) e Mariana Monteiro (Ourela)

SOBRE O FEBRATEX GROUP

O Febratex Group é uma empresa 100% brasileira que está no mercado há 25 anos, especializada na promoção e organização de feiras de negócios, principalmente nos segmentos de máquinas e insumos para o setor têxtil, de impressão digital e coureiro-calçadista. O portfólio da empresa reúne as feiras Febratex, Maquintex, Signs Nordeste, Agreste Tex, Tecnotêxtil Brasil e Febratex Summit.

PATROCINADORES E APOIADORES

A Agreste Tex 2019 é promovida pelo Febratex Group e a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru, com patrocínio das empresas Avil, Makital e Vicunha Têxtil. O evento conta com o apoio da ABIMAQ, Abit, ABTT, ACIT, ASCAP, Cativa, Denim School, NTCPE, SEBRAE, Sistema FIEPE SENAI e Sinditêxtil|PE. A Feiratur é a agência oficial do evento. O Febratex Group é uma empresa associada à UBRAFE.

Serviço:
Agreste Tex – Feira de Máquinas, Serviços e Tecnologia para a Indústria Têxtil
Data: 19 a 22 de março de 2019
Horário: das 16h às 22h
Local: Polo Comercial de Caruaru/PE (BR-104, km 62)