Tony Gel entrega a Paulo Câmara indicação visando à implantação de unidade do Compaz em Caruaru

Em audiência na tarde desta terça-feira 21, no Palácio do Campo das Princesas, o Deputado Estadual Tony Gel (MDB), entregou ao Governador Paulo Câmara (PSB), uma indicação que tem como objetivo à implantação de uma unidade do Compaz em Caruaru.

No pedido, Tony Gel mostrou ao Governador à importância de Caruaru passar à contar com uma unidade do Capaz, onde fez também questão de ressaltar ao Chefe do Executivo que a interiorização do Compaz se configura como um importante reforço ao conjunto de políticas públicas de segurança do Estado.

“O governador ficou satisfeito com à indicação, garantiu estudar com muita atenção à nossa solicitação e agora vamos aguardar torcendo para que à Capital do Agreste, seja presenteada com uma unidade do Compaz” disse Tony Gel.

Governadores de 13 estados divulgam carta aberta contra decreto de armas de Bolsonaro

Governadores de 13 estados divulgaram nesta terça-feira (21) uma carta aberta contra o decreto de armas, editado pelo presidente Jair Bolsonaro, no começo do mês.

Na avaliação do grupo, que conta também com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, o decreto que amplia o direito do cidadão à arma vai aumentar a violência no país.

“Achamos que isso não vai ajudar, pelo contrário. O que aguardamos é sermos chamados pelo governo federal para debatermos a política de segurança pública do país”, afirmou ao blog o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), um dos signatários do documento.

Na carta (veja abaixo), as autoridades de 13 estados e mais o Distrito Federal afirmam que “as medidas previstas pelo decreto não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros. Ao contrário, tais medidas terão um impacto negativo na violência – aumentando por exemplo, a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos – e aumentarão os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias”.

Camila Santana disse que não há previsão de entrega direta ao presidente Bolsonaro, com quem os governadores do Nordeste estarão reunidos na sexta-feira, na primeira viagem do presidente à região.

Além de Santana, assinam a carta Ibaneis Rocha (DF), Rui Costa (BA), Flavio Dino (MA), Renato Casagrande (ES), Helder Barbalho (PA), entre outros.

Nesta segunda-feira (21), o Jornal Nacional revelou que o decreto de Bolsonaro que regulamenta o uso e porte de armas no país libera compra de fuzil por qualquer cidadão.

O documento permite que as pessoas consigam comprar arma produzida pela Taurus. O Fuzil T4 foi criado em 2017 e se enquadra em novas especificações.

O decreto das armas está em vigor desde o início de maio. Ainda não há um cronograma para regulamentação, mas, desde que foi anunciado, o decreto dividiu opiniões.

O Ministério Público Federal, em Brasília, pediu a suspensão do decreto. Atualmente, existem três ações contra o decreto na Justiça Federal e três no Supremo Tribunal Federal (STF).

Veja a íntegra da carta dos governadores:

Carta dos Governadores sobre o Decreto Presidencial n. 9.785 (07 de maio de 2019) e a Regulação Responsável de Armas e Munições no País

Como governadores de diferentes estados do país, manifestamos nossa preocupação com a flexibilização da atual legislação de controle de armas e munições em razão do decreto presidencial n. 9.785 (07 de maio de 2019) e solicitamos aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da União que atuem tanto para sua imediata revogação como para o avanço de uma efetiva política responsável de armas e munição no país.

Sabemos que a violência e a insegurança afetam grande parte da população de nossos estados e que representam um dos maiores obstáculos ao desenvolvimento humano e econômico do Brasil. Nesse contexto, a grande disponibilidade de armas de fogo e munições que são usadas de maneira ilícita representa um enorme desafio para a segurança pública do país e é preciso enfrentá-lo.

Por essa razão, é urgente a implementação de ações que melhorem a rastreabilidade das armas de fogo e munições durante toda a sua existência, desde sua produção. Também é fundamental aumentar os meios de controle e fiscalização para coibir os desvios, enfrentar o tráfico ilícito e evitar que as armas que nascem na legalidade caiam na ilegalidade e sejam utilizadas no crime. Reconhecemos que essas não são soluções mágicas, mas são condições necessárias para a melhoria de nossa segurança pública.

Diante deste cenário, e a partir das evidências disponíveis, julgamos que as medidas previstas pelo decreto não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros. Ao contrário, tais medidas terão um impacto negativo na violência – aumentando por exemplo, a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos – e aumentarão os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias.

As soluções para reverter o cenário de violência e insegurança no país serão fortalecidas com a coordenação de esforços da União, Estados e Municípios para fortalecer políticas públicas baseadas em evidências e para implementar o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, fortalecendo a prevenção focalizada nas populações e territórios mais afetados pela violência e a repressão qualificada da criminalidade.

Reforçamos nosso compromisso com o diálogo e com a melhoria da segurança pública do país. Juntos, podemos construir um Brasil seguro para as atuais e futuras gerações.

IBANEIS ROCHA

Governador do Distrito Federal

FLÁVIO DINO

Governador do Estado do Maranhão

WELLINGTON DIAS

Governador do Estado do Piauí

PAULO CÂMARA

Governador do Estado de Pernambuco

CAMILO SANTANA

Governador do Estado do Ceará

JOÃO AZEVEDO

Governador do Estado da Paraíba

RENATO CASAGRANDE

Governador do Estado do Espírito Santo

RUI COSTA

Governador do Estado da Bahia

FÁTIMA BEZERRA

Governadora do Estado do Rio Grande do Norte

RENAN FILHO

Governador do Estado de Alagoas

BELIVALDO CHAGAS

Governador do Estado de Sergipe

WALDEZ GÓES

Governador do Estado do Amapá

MAURO CARLESSE

Governador do Estado do Tocantins

HELDER BARBALHO

Governador do Estado do Pará

Contas da Câmara de Caruaru são aprovadas pelo TCE

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) emitiu parecer favorável às contas da Câmara Municipal de Caruaru, referentes ao ano de 2017. No mesmo ano, o vereador Lula Tôrres (PSDB) já exercia o primeiro mandato como Presidente da Casa Jornalista José Carlos Florêncio.

Para Lula Tôrres, a aprovação das contas pelo TCE-PE é uma prova do trabalho transparente que a Casa vem prestando a população, assim como o trabalho bem feito com os recursos públicos, que de acordo com ele, são geridos com responsabilidade e economia.

“Desde que estou como Presidente da Câmara de Caruaru, temos trabalhado para coordenar o uso do dinheiro público com responsabilidade. Só em 2017 nós entregamos carro alugado, prédio alugado e enxugamos ao máximo os gastos. E enquanto estiver ocupando este cargo, pretendo continuar atuando para que transparência e economia sejam a base da nossa gestão” destaca.

Lula ainda afirma que o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL) é uma vitória para a população de Caruaru, já que através do sistema – implantado em 2017 no primeiro ano da gestão como Presidente – todos os cidadãos tem acesso aos projetos e todos os processos legislativos que acontecem na Câmara, online, gratuitamente.

Catedral de Caruaru receberá imagem peregrina de Nossa Senhora do Carmo

De 27 a 30 de maio a imagem peregrina de Nossa Senhora do Carmo estará na Diocese de Caruaru. A programação tem por objetivo celebrar os 100 anos de Coroação de Nossa Senhora do Carmo como padroeira da cidade do Recife e da Província Eclesiástica de Pernambuco. Na Catedral de Nossa Senhora das Dores a programação terá início no dia 27, às 18h, quando os movimentos, pastorais e grupos irão se concentrar para rezarem o ofício e recitar o terço, às 19h será o momento de recepcionar a imagem com a oração de acolhida e saudação dos padres e demais participantes, seguida da Celebração Eucarística.

Já no dia 28, a programação começará bem cedo. A partir das 6h da manhã os movimentos rezarão o Ofício de Nossa Senhora do Carmo, e ao longo do dia a cada hora os grupos e movimentos das paróquias da cidade estarão reunidos na Catedral. Às 17h30 haverá a celebração eucarística e às 19h os fiéis sairão em carreata para a Paróquia do Monte Carmelo. Está é a primeira vez que a imagem visitará a Diocese de Caruaru.

*PROGRAMAÇÃO*

*27 de maio*
18h – Concentração dos movimentos, grupos e pastorais para reza do Ofício de Nossa Senhora;
18h30 – Recitação do Terço;
19h – Chegada da Imagem – Oração e Acolhida, Saudação e Celebração Eucarística.

*28 de maio*
06h – Ofício de Nossa Senhora do Carmo (Fraternidade e movimentos marianos);
08h – Apostolado da Oração;
09h – Cenáculo da Graça;
10h – Movimento Mãe Rainha;
11h – Terço dos Homens;
14h – Comunidades de Vida e Aliança;
15h – Legião de Maria;
16h – Guardiões da Virgem;
17h30 – Celebração Eucarística;
19h – Carreata para a Paróquia do Monte Carmelo.

Associação dos Sulanqueiros de Caruaru pede aumento de efetivo policial para as feiras de Junho na Capital do Forró

O Presidente da Associação dos Sulanqueiros de Caruaru e sua vice, Fátima Amaral, estiveram nesta última segunda-feira, 20, em Recife, na sede da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE), no intuito de solicitar aumento do efetivo policial, para reforçar a segurança durante o mês de junho, quando a cidade recebe um grande número de turistas, em virtude dos festejos juninos da Capital do Forró.

“Estivemos na segunda (20), na SDS, pedindo o aumento de efetivo e diárias para os policias no mês de junho em nossa feira. Fomos muito bem recebidos e certo que seremos atendido em nossos pleito. Em seguida fomos a convite do Secretário Alberes Lopes , conhecer a Secretaria de Trabalho e requalificação , onde solicitamos divulgação da Feira pelo Governo do estado, crédito para feirantes, e rodada de negócio voltada para feira, entre outros, destacou Moura.

Vacinação contra gripe entra na reta final da campanha

Segue até o dia 31 de maio, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe/Influenza em todo o país. A cobertura vacinal contra a gripe, em Caruaru, alcançou 54,87% do público-alvo após o Dia D da campanha, atualmente, esse percentual chega a 74,58%, o que corresponde a 66.757 doses. De acordo com o Programa Nacional de Imunização (PNI) da Secretaria Municipal de Saúde a meta é alcançar 90% de imunização do público-alvo.

A vacinação do período é destinada a gestantes, mulheres no período de até 45 dias pós parto, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde ativos, povos indígenas, indivíduos acima de 60 anos, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou que possuam condições clínicas especiais com apresentação de prescrição médica, professores ativos da rede pública e particular, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

“Estamos na reta final da campanha e é importante a população dos grupos prioritários que ainda não receberam a vacina, buscar a unidade de saúde mais próxima para se imunizar”, comentou a coordenador do Programa Nacional de Imunização (PNI), Sarah Rafael.

A vacina está disponível nos 73 postos de Saúde da Família de Caruaru e nos quatro Centros de Saúde da cidade (Boa Vista, Cedro, São Francisco e Indianópolis).

Cobertura Vacinal por grupo
Crianças- 72,74%
Trabalhadores da saúde- 79,38%
Gestantes- 84,43%
Puérperas- 80,54%
Idosos- 72,45%
Professores- 58,07%
Comorbidades- 62,95%

TOTAL- 74,58%

Governo investirá R$ 505 milhões em estradas até 2022

Foto: Heudes Régis /SEI

O governador Paulo Câmara (PSB) lançou, nesta última segunda-feira (20), no Palácio do Campo das Princesas, o Programa de Reestruturação de Malha Viária no Estado: o “Caminhos de Pernambuco”. Com um investimento de R$ 505 milhões até 2022, e 2.000 quilômetros de rodovias recuperadas, o que representa 40% do Estado, já no primeiro ano, o objetivo é garantir mais qualidade de vida e mobilidade à população e trazer ainda mais desenvolvimento ao Estado.

No lançamento do programa, Paulo Câmara destacou a importância dos investimentos para Pernambuco, mesmo em um cenário de crise nacional. “Em um momento como este, em que o Brasil ainda vai demorar muito para dar uma sustentabilidade ao seu crescimento, a situação faz com que seja preciso redobrar a atenção em áreas tão essenciais. Os recursos são poucos, mas precisam ser bem gastos. Vamos priorizar esse investimento nos próximos quatro anos, dando um foco muito forte já no primeiro”, informou Paulo Câmara. “São alcances necessários dentro de um olhar emergencial. Por isso, estamos priorizando neste primeiro ano o que está mais urgente, mas não vamos deixar de olhar tudo o que precisa ser feito nos próximos anos”, acrescentou.

O Programa busca otimizar a gestão do pavimento, priorizando ações de manutenção corretiva e preventiva voltadas para a garantia da trafegabilidade nas estradas, além de maior durabilidade do pavimento. O foco está nos serviços de capinação, desobstrução dos dispositivos de drenagem, requalificação asfáltica, além de sinalização vertical e horizontal. Ao longo de dois meses, cerca de 50 profissionais percorreram todos os 5.554,5 km das estradas pavimentadas do Estado para fazer o diagnóstico a partir do levantamento das necessidades de cada rodovia.

As ações já começaram nesta segunda-feira (20) pela BR-232, com 200 profissionais atuando simultaneamente nos 130 km que compreendem o trecho Recife-Caruaru nos dois sentidos. Em menos de um mês, haverá 24 equipes atuando em frentes de trabalho em todas as regiões. A mobilização envolverá, anualmente, o trabalho de 1.248 profissionais, além de um conjunto de 638 máquinas, como escavadeiras, patrols, caminhões basculantes, entre outros.

A secretária estadual de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, explicou os detalhes do programa. “É um trabalho que visa a garantia e o retardo da degradação. Estamos iniciando pela BR-232, onde já temos também um plano preparado para a restauração. Estamos falando da restauração do pavimento como um todo, que vai durar cerca de dois anos, mas todas as regiões do Estado serão contempladas, e isso tem sido considerado nessa programação. É uma mobilização intensiva”, comentou.

Fernandha apresentou ainda o cronograma do primeiro mês. “Na próxima semana, estaremos com as equipes na Região Metropolitana do Recife, especificamente na PE-15, rodovia de viés urbano, e na região de Salgueiro. No dia 03 de junho, nas regionais de Garanhuns e de Petrolina. No dia 10 de junho, na terceira e na quarta regionais, que contemplam Caruaru, inicialmente aquela rodovia que liga Agrestina à cidade de Altinho, e a região de Ribeirão. E na última etapa dessa mobilização, estaremos na região de Carpina e Sertânia, que têm a maior malha viária em termos de extensão territorial, contemplando localidades importantes, como a rota Floresta – Serra Talhada”, exemplificou a secretária.

As ações propostas foram resultado de análises técnicas que indicaram o tipo de material e a intervenção necessária para cada situação identificada nas estradas. Para otimizar os serviços, as rotas foram traçadas de acordo com a logística de cada região, levando em conta o escoamento de produção, rota turística e, inclusive, fatores climáticos, para a definição do calendário de execução das obras.

Estiveram presentes à solenidade a vice-governadora Luciana Santos, os secretários Dilson Peixoto (Desenvolvimento Agrário), André Longo (Saúde), Sileno Guedes (Desenvolvimento Social, Criança e Juventude), Alberes Lopes (Trabalho, Emprego e Qualificação), José Bertotti (Meio Ambiente e Sustentabilidade), Antônio Carlos Figueira (Assessoria Especial), Zé Maurício (Executivo da Casa Civil, representando o secretário Nilton Mota); os deputados federais Danilo Cabral, Tadeu Alencar e Carlos Veras, e os estaduais Eriberto Medeiros, presidente da Assembleia Legislativa, Diogo Moraes, Sivaldo Albino, Clodoaldo Magalhães, Aglailson Victor, Antonio Coelho, Antônio Moraes, Clovis Paiva, Doriel Barros, Fabrizio Ferraz, Simone Santana, Roberta Arraes, Waldemar Borges e Tony Gel.

Além desses participantes, a prefeita de Surubim Ana Célia Farias, vice-presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), discursou como representante dos prefeitos pernambucanos, muitos que marcavam presença no evento, e celebrou mais essa pauta positiva na agenda do Governo do Estado. “Toda semana é um grande evento, nós que estamos no dia a dia dos municípios sabemos o quanto é importante uma ação como essa num período tão difícil”, disse, agradecida, a prefeita.

‘Alepe Acolhe’ promove inclusão de jovens no mercado de trabalho

Foto: divulgação/Alepe

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) firmou na segunda-feira (20) uma parceria com o Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) para implementar o Projeto Alepe Acolhe, que visa promover a inclusão social de adolescentes aptos a adoção no mercado de trabalho por meio de estágios. O lançamento do projeto está previsto para esta quarta-feira (22), às 16h, no plenário da Alepe.

A seleção dos adolescentes, que devem estar na faixa etária dos dezesseis anos e meio, será feita pelo TJPE. A Superintendência geral da Assembleia Legislativa fará a acolhida dos adolescentes, que serão encaminhados à Escola Legislativa para estágios e cursos de capacitação.

O estágio remunerado terá duração de seis meses podendo ser renovado. De acordo com o primeiro secretário da Alepe, Clodoaldo Magalhães (PSB), várias superintendências da Casa estão envolvidas no projeto em especial o presidente Eriberto Medeiros (PP), que aprovou a ideia de forma enfática.

“Já vínhamos construindo um relacionamento com a 2ª Vara da Infância e Juventude e percebemos a necessidade de ampliarmos o que foi feito pela Mesa Diretora do biênio anterior. Avançamos com esse projeto que atenderá os adolescentes que se encontram na iminência de completar 18 anos a entrarem para o mercado de trabalho”, destacou.

Segundo o coordenador da Infância e Juventude do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueiredo, esse é o segundo convênio firmado na área de adoção entre a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça. “Já teve uma campanha em nível estadual e agora estamos direcionando para um público que é dificílimo, que são jovens com mais 16 anos que, na realidade de hoje, podem ir direto para o tráfico ou para a prostituição. Esse projeto busca tirá-los da marginalidade e é um passo importante que pode servir de modelo para outros estados”, afirmou.

Folha PE

Polícia Federal deflagra Operação Raposa em Caruaru e São Caetano

Foto: Ana Rebeca Passos/TV Asa Branca

Foi deflagrada na manhã desta terça-feira,21, a Operação Raposa, que visa prender um grupo especializado em tráfico de drogas em Caruaru e São Caetano. A ação é da Polícia Federal e contou com o apoio da Polícia Militar.

Durante a operação serão cumpridos 13 mandados de prisão e 13 de busca e apreensão em Caruaru, São Caetano, Bezerros e Limoeiro, expedidos pela Vara Única da Comarca de São Caetano. Também serãodo cumpridos mandados de prisão preventiva nas Penitenciárias Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, e Desembargador Ênio Pessoa, em Limoeiro, segundo a PF.

Também de acordo com a Polícia Federal, as investigações tiveram início em julho de 2018. Durante a apuração do crime, “além de diversas apreensões de entorpecentes, alguns dos principais integrantes do grupo criminoso foram presos e encaminhamos a penitenciárias estaduais localizadas nos municípios de Caruaru e Limoeiro”.

“Ainda assim, os criminosos foram flagrados gerenciando o tráfico de drogas a partir dos estabelecimentos prisionais, por meio de ordens repassadas aos demais membros do grupo por telefones celulares e durante visitas regulares […]. O que demonstra que algumas mulheres estão tomando a frente no controle das atividades criminosas quando seus maridos são presos em ações policiais”, destacou a PF.

Ministério da Saúde prepara nova campanha de vacinação contra sarampo

O Ministério da Saúde está preparando uma campanha de vacinação contra o sarampo, que deverá ser iniciada em todo o país no dia 10 de junho. A informação foi confirmada pelo próprio ministério.

Neste ano, o ministério já confirmou 83 casos de sarampo no país, sendo 43 deles no Pará, 27 em São Paulo, quatro no Amazonas, três em Santa Catarina, três em Minas Gerais, dois no Rio de Janeiro e um em Roraima. Deste total, 27 são autóctones e todos eles de residentes no Pará. Os demais casos foram importados de outro país ou ainda não foi possível identificar a fonte de infecção. De janeiro a maio do ano passado, o ministério havia notificado 117 casos de sarampo no país, com dois óbitos.

Dos casos importados, 19 deles ocorreram em um surto da doença dentro de um navio de cruzeiro em Santos, no litoral paulista. O mesmo navio também provocou três casos de sarampo em Santa Catarina e um caso no Rio de Janeiro.

O sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa, viral e contagiosa, transmitida pela fala, tosse e espirro. Os sintomas da doença são febre alta [acima de 38,5º C], tosse, coriza, conjuntivite e manchas avermelhadas na pele e brancas na mucosa bucal. A vacinação é a única maneira de prevenir a doença. A vacina que protege contra a doença é a tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola.

As complicações mais comuns do sarampo são infecções respiratórias, otites, doenças diarreicas e doenças neurológicas. As complicações do sarampo podem deixar sequelas, tais como a diminuição da capacidade mental, a cegueira, a surdez e o retardo do crescimento. O agravamento da doença pode levar à morte de crianças e adultos.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. Em março deste ano, no entanto, o Ministério da Saúde confirmou à Opas um caso de sarampo endêmico ocorrido no Pará, no mês de fevereiro. Com isso, o Brasil perderá a certificação de país livre da doença e precisará iniciar um plano para retomar o título dentro de 12 meses.

Segundo o ministério, o governo federal estabeleceu a cobertura vacinal como meta prioritária da gestão de saúde no país. Nessa agenda de prioridades, o ministério lançou, em abril, o Movimento Vacina Brasil, buscando reverter o quadro de queda das coberturas vacinais no país dos últimos anos.